Artigos

0Comentário

Meritocracia sim, politocracia não

Por José Luiz Tejon às 03:44:24

Meritocracia sim, politocracia não

Por José Luiz Tejon Megido, Conselheiro Fiscal do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) e Dirige o Núcleo de Agronegócio da ESPM.
 
Muito tem se falado sobre a importância da meritocracia nos cargos de direção de órgãos e empresas públicas, o CEAGESP que exige agora um presidente competente, indicado pela meritocracia e não pela politocracia, indicação política.
Agora outra categoria se rebela e quer ver a meritocracia nos cargos das superintendências dos auditores agropecuários. São os fiscais federais, responsáveis pela segurança sanitária do país. Função de extrema importância e relevância no agronegócio, representa simplesmente a segurança agroalimentar, incluindo insumos e toda a defesa sanitária vegetal e animal.
Os auditores esperam que o decreto nº 8762 de 10 de março de 2016 seja cumprido, e este diz; Os cargos de superintendência federal devem ser entregues a servidores efetivos do quadro do Ministério da Agricultura.
O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários nos informam que a maioria dos superintendentes atuais foram indicados por políticos e estes agora se movimentam para revogar os artigos do decreto que definem a quem os cargos de liderança deveriam ser entregues. Meritocracia e não politocracia.
O governo Temer tem se manifestado de forma veemente a favor da meritocracia nos cargos públicos e de empresas públicas, e claro, assim deve ser. Estes cargos precisam estar muito além de leilões político partidários e estarem conectados a performance executiva. 
Que os auditores agropecuários façam cumprir o decreto já aprovado no ano passado. Meritocracia sim, politocracia não.
 
Sobre o CCAS
O Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.
O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.
Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos concretos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.
A agricultura, apesar da sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas, não condizentes com a realidade. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça. Mais informações no website: http://agriculturasustentavel.org.br/. Acompanhe também o CCAS no Facebook: http://www.facebook.com/agriculturasustentavel

Publicado por

José Luiz Tejon

José Luiz Tejon Ver artigos publicados

Dirige o Núcleo de Estudos de Agronegócio da ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing. Mestrado em Arte e Cultura pela Universidade Mackenzie, Doutorando em Ciências da Educação. Especializaç&...

jose.tejon@agriculturasustentavel.org.br

Comentários

Atualizações

Referências

www.agricultura.gov.br

Ministério da Agricultura - Portal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

www.embrapa.gov.br

Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Política de Privacidade | Termos de Uso

2017 © agriculturasustentavel.org.br Imagenet Tecnologia