Conselheiros


  • Angelo Zanaga Trapé

    Angelo Zanaga Trapé, Médico formado pela Unicamp-1977. .Especialista em Saúde Ocupacional pela Unicamp- 1980. Doutor em Saúde Coletiva pela Unicamp com a tese “Doenças Relacionadas aos Agrotóxicos - Um Problema de Saúde Pública”- 1995. Professor Assistente Doutor do MPS/FCM/Unicamp. Coordenador da Área de Saúde Ambiental do DMPS. Coordenador da Área de Toxicologia Ambiental do Centro de Controle de Intoxicações da FCM/HC/Unicamp. Coordenador do Programa de Vigilância da Saúde de Populações Expostas a Agentes Químicos Ambientais da Unicamp. Docente responsável pelo Ambulatório de Toxicologia do Hospital das Clínicas e da Área de Saúde Ambiental da Unicamp. Responsável pela disciplina de Saúde Ambiental  de graduação do 4º e 5º anos de internato do curso de Medicina da Faculdade de Ciência Médicas da Unicamp. Responsável docente pela disciplina de pós- graduação SC 397 “ Tópicos em Saúde Ambiental “ da área de Saúde Coletiva. Participação nos últimos três anos em 17 bancas de qualificação, mestrado e doutorado interna e externamente à Unicamp com quatro mestrados e três doutorados concluídos com orientação. Membro do Conselho Executivo do Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais-NEPAM da Unicamp. Consultor da Anvisa- Gerência Geral de Toxicologia na área de Agrotóxicos- Reavaliação de Registros até 2005. Membro do Conselho Científico C3 do International Life Science Institute- ILSI Brasil. Docente responsável pela implantação do Laboratório de Toxicologia Ambiental e Ocupacional- LABTOX das Áreas de Saúde Ambiental e Ocupacional do Departamento de Medicina Preventiva e Social da FCM/ Unicamp.


    Email: angelo.trape@agriculturasustentavel.org.br

3 Artigos publicados
  • 09 Nov2012

    MONITORAMENTO DA SAÚDE DE AGRICULTORES E TRABALHADORES PONTECIALMENTE EXPOSTOS A AGROQUÍMICOS

    UM DESAFIO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO  Os agroquímicos, defensivos agrícolas ou no Brasil chamados de agrotóxicos compõem uma tecnologia utilizada para a produção agrícola do país e no mundo. Como toda tecnologia seja química, mecânica ou automotiva é perigosa e dependendo de como elas são utilizadas podem determinar um risco que no caso dos agroquímicos é a probabilidade de uma pessoa ou população adoecer pela exposição a esses agentes. Muito tem se falado sobre os im...

    Leia mais


  • 29 Mai2012

    Projeto Cultivida: Um Projeto de Saúde para a População Rural Brasileira

    Em Março de 2012 foi lançado o Projeto Cultivida, de inciativa espontânea da empresa Ihara que apesar de não ter registros de impactos na saúde humana (intoxicações) por produtos registrados por ela no país, tomou essa iniciativa de organizar este projeto com o envolvimento de profissionais de várias áreas do conhecimento científico, tendo como objetivo a redução e eliminação dos casos de intoxicação por defensivos agrícolas em todo o país. Este projeto de abrangência nac...

    Leia mais


  • 13 Jan2012

    Os Resultados do PARA e Segurança Alimentar: Contribuição da Ciência e da Toxicologia para sua Inte

    Em Dezembro de 2011 a ANVISA, divulgou os resultados do PARA, Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos Na divulgação feita em rede nacional pela mídia a ANVISA informou que foram realizadas análises em 2488 amostras de diversos produtos da hortifruticultura para variados ingredientes ativos(i.as.)que compõem os agrotóxicos. Do total das amostras analisadas segundo a ANVISA, 28% ou seja, 694 apresentaram-se insatisfatórias sendo o pimentão o principal alimento co...

    Leia mais


Atualizações

Referências

www.agricultura.gov.br

Ministério da Agricultura - Portal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

www.embrapa.gov.br

Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Política de Privacidade | Termos de Uso

2017 © agriculturasustentavel.org.br Imagenet Tecnologia